Santa Teresinha a pequena , grande MULHER


No mês de Outubro, que é dedicado as missões, é sempre bom refletir sobre a nossa pequena Santa Teresinha, mas que por cumprir com fidelidade sua missão, se tornou numa grande Mulher, a Mulher modelo em: determinação, ideal, fidelidade, caridade, maturidade, apesar da pouca idade.
No Carmelo Santa Teresinha encontrou o seu Céu na terra, mas também seu Calvário, ela mesma em uma de suas cartas escreve: “O que importa se a vida esta sorrindo ou esta triste, por causa disto não chegaremos tampouco até a meta de nossa viagem terrestre, um dia sem sofrimento é para uma carmelita um dia perdido”.
A grande missionária fez ecoar de dentro de sua cela o maior grito de amor por um ideal e que chega ainda hoje aos nossos ouvidos com a mesma força. Força de um amor que se tornou mais forte do que a morte.
Santa Teresinha no Carmelo teve a oportunidade de exercer a sua vocação que, segundo ela mesma, dizia que a sua vocação era o amor, e de transforma-la em missão. A missão que Teresinha colocou em exercício foi baseada no sofrimento de Jesus no alto da Cruz, inocentar os pecadores, “Pai perdoai-lhes porque não sabem o que fazem”, quantas vezes vemos em seus escritos Teresinha perdoando suas irmãs, principalmente aquelas que mais as perseguiam? Teresinha tinha como o Cristo sede de justiça, fome de libertação, em gestos concretos ela com toda a sua fragilidade, sacia a sede e fome de Deus daqueles e daquelas que Deus permite cruzar em seu caminho.
Na aceitação do sofrimento e pelo silêncio de quem sabe que palavras nem sempre conseguem expressar verdadeiros sentimentos, ela consegue arrebatar mais para perto da Cruz, para que, como ela, pudessem entrar no grande Mistério do Amor de um Deus que se aniquila por amor aos seus.
Teresinha em todo o seu caminhar rumo a montanha Santa sempre deixou muito claro que nunca estava sozinha, mas que tinha alguém muito superior a ela que lhe fazia companhia, que era uma presença constante na sua vida desde criança, quando em seu leito de morte, viu a Virgem Maria, aquela que por se fazer escrava de seu Senhor, este mesmo Senhor a constituiu SENHORA, Senhora do Céu e da terra, e que para com ela tinha um amor de predileção. Teresinha faz da Virgem Maria Co-redentora de sua história, uma vez que sua história pertencia a seu Filho Jesus Cristo.
Santa Teresinha fazia questão que seu amor transcendesse de sua cela e percorresse por todos os lugares do convento e só parasse quando encontrasse alguém que dele precisasse, mesmo que este alguém fosse sua inimiga. Teresinha entendeu muito bem a mensagem da Cruz, “HOJE MESMO ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO”, foi o que Jesus disse ao ladrão, e é por isso que Santa Teresinha, procurando amar principalmente aquelas que lhes roubavam a paz, a tranquilidade e a sua liberdade de expressar, queria que através de seu gesto concreto de amor sentisse que Deus estava abrindo as portas do Céu, e introduzindo-as no Paraíso, grande lição de amor por quem se dizia ser tão pequenina.
Que todos possamos colher para nós, no Jardim de rosas de Santa Teresinha, a rosa que pode perfumar as nossas vidas e que também exale seu perfume na vida daqueles que Deus permitir que cruzem nossos caminhos.

Santa Teresinha Rogai por nós.

FONTE.: http://comfamiliadenazare.blogspot.com/2011/10/santa-teresinha-pequena-grande-mulher.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s